Redes sociais levam momentos ao povo de Deus, através das transmissões on-line

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

As atividades litúrgicas seguem sendo realizadas na Arquidiocese de Sorocaba  sem a presença de público, seguindo as orientações das autoridades para o combate a propagação da Covid-19. Assim, as celebrações da Semana Santa foram transmitidas via internet pela maioria das Paróquias da Arquidiocese e região, alguns Padres optaram por rezar a missa de forma privada, e os fiéis no mesmo horário habitual puderam acompanhar de suas casas; esse que é o período principal do calendário católico.

A abertura da Semana Santa ou Semana Maior se iniciou com o Domingo de Ramos (05/04)  recordando a entrada de Jesus em Jerusalém, para cada dia a igreja e párocos criaram uma iniciativa símbolica, onde foi proposto e motivado a cada fiel fazer um gesto concreto em sua casa que remetesse a data, assim muitos colocaram ramos nas portas de suas casas no Domingo, enviando fotos e partilhando nas diversas redes sociais da Arquidiocese, mostrando uma grande comunhão, mesmo a distância.

Nos outros dias da Semana Santa, diversas atividades foram realizadas, como terço e Via Sacra, recordando as 14 estações ou também a chamada via dolorosa, recordando as últimas horas da vida de Jesus antes de ser crucificado, sendo a grande maioria realizada com transmissão ao vivo para as redes sociais e sem público.

O início do período mais importante desta Semana, o Tríduo Pascal, na Quinta-feira Santa (9), trouxe consigo atividades litúrgicas diferentes daquelas rezadas ao longo do ano.

Na Sexta-feira Santa (10), conforme a tradição católica, não são celebradas missas, já que a liturgia da data é centrada no sofrimento e morte de Jesus. A principal cerimônia do dia é a Celebração da Paixão do Senhor, às 15h, que pode ser acompanhada pela internet, em um momento profundo, neste dia muitos fiéis colocaram uma cruz em sua janela, recordando a morte de Cristo Jesus; a noite como de costume seria realizado a procissão do senhor morto em muitas Paróquias, mas este ano de forma diferente, muitas optaram por partilhar vídeos e fotos de suas procissões passadas.

Dom Júlio Arcebispo de Sorocaba compartilhou em suas redes “As 7 palavras de Jesus”,  as sete frases de Jesus na cruz são uma coleção de sete breves frases que  segundo a tradição foram pronunciadas por Jesus durante sua crucificação, o belo momento foi compartilhado através de um áudio acompanhado de vídeo, que contou com a colaboração do Gotas da Palavras e Pastoral da Comunicação, o vídeo disponibilizado em diversos canais, foi amplamente divulgado e também transmitido nas rádios católicas da região as 10h e 17h.

O ápice do Tríduo Pascal e de todo o calendário católico é a celebração da Páscoa. Assim, desde a noite do sábado (11), as celebrações já recordam a Ressurreição de Cristo. Nesse dia, por volta das 20h, aconteceu a solene Vigília Pascal nas Paróquias, a celebração mais importante do ano para os cristãos, também foram acompanhadas por todos os fiéis via transmissão ao vivo com grande participação, e números que ultrapassaram mais de 1.000 acessos, em diversas paróquias da Arquidiocese, segundo dados da Coordenação da Pastoral da Comunicação Arquidiocesana, que acompanhou os agentes em suas atividades, com orientações e auxílio aos Padres que realizaram as transmissões em suas Paróquias.

As celebrações da Páscoa se estenderam por todo o domingo (12), quando se encerrou esse período forte da igreja.

Em Roma o sumo pontifície Papa Francisco celebrou a Páscoa, sem povo e em sua homilia destacou: “Jesus Cristo ressuscitou; ressuscitou verdadeiramente!”.

“Nesta noite, ressoou a voz da Igreja: ‘Cristo, minha esperança, ressuscitou!’. É um ‘contágio’ diferente, que se transmite de coração a coração, porque todo o coração humano aguarda esta Boa Nova. É o contágio da esperança.”

Não se trata de uma fórmula mágica, explicou, que faz desaparecer os problemas, mas é a vitória do amor sobre a raiz do mal, que  transforma o mal em bem: “marca exclusiva do poder de Deus”.

Os agentes pasconeiros, as ferramentas de comunicação e as mídias sociais tiveram papel fundamental para que a Semana Santa pudesse ser profundamente vivida pelos fiéis, que vivem esse período de distanciamento social em suas casas.

 

Fotos: Equipe de diversas Pastorais da Comunicação da Arquidiocese

Texto: Renata Miranda – Coordenadora da Pascom Arquidiocesana

[/vc_column_text][vc_images_carousel images=”16089,16090,16091,16092,16093,16094,16095,16096,16097,16098,16099,16100″ img_size=”large” slides_per_view=”3″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”][/vc_column][/vc_row]