Quanto Amo a Vossa Casa!

Desde o dia 19 de março de 2020, a Arquidiocese de Sorocaba suspendeu todas as atividades religiosas com povo: as missas, os batizados, as crismas e os matrimônios. Suspendeu também as confissões comunitárias, a catequese das crianças e dos adultos, as aulas presenciais de teologia e os cursos de atualização; cancelou todas as atividades não sacramentais; diminuiu ao mínimo os atendimentos presenciais. Tudo isso para colaborar efetivamente no combate à pandemia, evitar aglomerações e seguir as orientações e determinações das autoridades competentes.

Em 01 de junho, houve uma retomada parcial das missas presenciais, mas que foram suspensas novamente no dia 22 de junho por conta da regressão de Sorocaba à fase vermelha. Foi feito um ingente esforço para proporcionar aos fiéis um ambiente sagrado higienizado e seguro. Além disso, posso testemunhar pessoalmente que todos os nossos fiéis tiveram um comportamento exemplar ao tomar parte das celebrações presenciais. Vale ainda lembrar que as missas com povo não foram retomadas em todas as igrejas paroquiais exatamente para evitar aglomerações imprudentes. Esse foi o caso da nossa Catedral Metropolitana que até agora se encontra fechada para as missas presenciais. O fato de estar no centro da cidade, onde ocorreram várias aglomerações, impossibilitou abrir a Catedral para missa presencial.

Muitos fiéis católicos experimentam as “saudades pelos átrios de Deus” e se alegram com a possibilidade de poder participar novamente da missa, agora que realiza uma retomada gradual e prudente da celebração litúrgica presencial.

Quão amável, ó Senhor, é vossa casa, quanto a amo, Senhor Deus do universo! Minha alma desfalece de saudades e anseia pelos átrios do Senhor” (Sl 84). O Salmo 84 é uma oração que o peregrino reza antes de empreender a viagem até a Casa de Deus. A peregrinação espiritual, mais do que a física, é o conteúdo deste salmo. Em vez de descrever a paisagem externa, o salmo percorre a paisagem interior feita de desejo de chegar, de alegria pela proximidade, de impaciência pelo encontro com Deus que enche o coração do peregrino: “Minha alma desfalece de saudades e anseia pelos átrios do Senhor. A peregrinação, porém, não se limita à viagem física, nem se detém na mera doce experiência íntima; ela chega ao seu auge na peregrinação ética: o encontro com Deus compromete a conduta posterior do peregrino: “Prefiro estar no limiar de vossa casa, a hospedar-me na mansão dos pecadores! O Senhor não recusa bem algum àqueles que caminham na justiça.

Sem deixar na sombra a alegria pelo encontro pessoal com o Senhor na comunhão eucarística, é preciso não esquecer o compromisso ético que o mesmo sacramento demanda. Nesse sentido, gostaria de exortar os fiéis da Arquidiocese de Sorocaba a alguns compromissos neste tempo de pandemia.

O compromisso mais importante segue sendo o de evitar o contagio para não contagiar outros. Por isso é imprescindível seguir as orientações das autoridades competentes e dos párocos no que se refere ao número de fiéis que podem tomar parte das celebrações.

O fiel cristão não é um cliente nem mero consumidor: a Igreja é sua casa e sua família. Ao entrar na igreja ocupe os lugares assinalados para manter o distanciamento mínimo requerido. Os membros da mesma família procurem também manter o distanciamento, isso trará para a assembleia mais ordem e segurança. Use sempre máscara que cubra boca e nariz. Evite todo contato físico, mesmo com os seus familiares (aperto de mãos, abraço, beijo) e busque demonstrar afeto com seu olhar.

Depois da despedida litúrgica procure sair da igreja com calma evitando aglomeração nas portas. Caso você tenha febre ou tenha tido contato com alguém doente de Covid 19 não participe da missa. Caso você não se sinta seguro em participar da missa, assista-a pelos meios de comunicação e reze em casa. Todos os impossibilitados de participar da missa estão dispensados do preceito festivo.

Agradeço de coração tudo o que você tem feito em favor da vida cristã, da evangelização e dos mais pobres. Espero continuar contando com a sua colaboração e zelo pela Casa de Deus. Não deixe de rezar por este arcebispo, para que tenha a luz e a sabedoria para que possamos chegar todos à morada celeste. “Mesmo o pardal encontra abrigo em vossa casa, e a andorinha ali prepara o seu ninho. Felizes os que habitam a vossa casa; para sempre haverão de vos louvar”.

 
Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais