Padres Manoel César de Camargo Júnior e Wilson Roberto da Silva celebram Jubileu de prata sacerdotal

Nesta quarta-feira, 24 de abril, a paróquia Santa Rosália acolheu a missa festiva celebrando 25 anos de ordenação sacerdotal do Padre Manoel Cesar de Camargo Júnior e padre Wilson Roberto da Silva. A celebração contou com a presença de vários sacerdotes e foi presidida pelo arcebispo Dom Julio Endi Akamine SAC.

Nesta data, no ano de 1994, Dom José Lambert impunha as mãos sobre os diáconos Manoel e Wilson, na mesma igreja onde ambos começaram suas caminhadas na fé. Lá eles receberam o batismo, a primeira Eucaristia e também o sacramento do Crisma.

A homilia ficou por conta do padre João Alfredo Pires de Campos, convidados pelos jubilandos para a ocasião. “Meus caros jubilandos, Deus os chamou e vocês responderam com generosidade a esse chamado. Um “sim” que implica entrega, dedicação, sacrifício, mas acima de tudo, alegria; pois se oferece ao Senhor, especialmente no serviço de ministrar os sacramentos, sobretudo o da Eucaristia. (…) Quantas realizações, momentos agradáveis, solenes, inesquecíveis, também perdas, frustrações, dificuldades, mas nada superando a alegria de servir e continuar servindo o Rei dos reis, o Senhor dos senhores – Jesus Cristo”, disse pe. João Alfredo.

Dom Julio, se dirigindo aos jubilandos, disse: “Jubileu sacerdotal é uma celebração muito feliz e ela serve, não para exaltar a nossa pessoa, mas para cair na conta do dom precioso que Deus se dignou fazer a nós, apesar de nossa miséria, de nossa pobreza. Celebrar é reconhecer este dom que nos causa sempre admiração, aos outros e a nós mesmos. Gostaria de compartilhar com vocês um breve texto que acompanhou São Vicente Pallotti durante sua vida sacerdotal, encontrado dentro de seus livros de oração“Sacerdote, não és de ti, és de Deus. Não és por ti, és do nada. Não és para ti, és para os homens, nas coisas relacionadas a Deus. Não és para teu interesse, és esposo da Igreja. Não pertences a ti, mas, como servo és de todos. Não és tu mesmo, és Deus. Quem és então, ó sacerdote?  Nada e tudo”.

 Leia a homilia do Padre João Alfredo Pires de Campos na íntegra.

Palavra dos Jubilandos

No dia de hoje um filme se passa em minha mente, desde aquele dia em que Deus me deu a graça de me fazer padre para a Sua Igreja. Tomei consciência do meu ser cristão nessa Igreja, especialmente com a dedicação da minha mãe, que não media esforços para trazer os quatro filhos todo domingo.

“A Catequese e as catequistas que brincavam com as crianças e aprendíamos algumas músicas, com isso Deus foi se tornando algo especial na minha vida. Fomos percebendo que o sentido mais absoluto nos era reservado diante daquilo que seria a vontade de Deus para as nossas vidas. No início eu não sabia se queria ser franciscano ou padre diocesano, aos poucos Cristo foi modelando o meu coração e hoje tenho certeza que eu tinha que ser padre diocesano, que eu tinha que cuidar de uma paróquia, ter um povo à minha frente, que essa era minha vocação”. – Padre Wilson Roberto.

 

Celebramos estes 25 anos de vida sacerdotal e pela graça de Deus, sou o que sou. Desde o meu nascimento sinto que Deus tem sido muito generoso para comigo, tantas alegrias, tribulações e superações, para responder ao chamado do Senhor – e Ele sempre esteve ao meu lado. Quanta gratidão! Agradeço aos meus pais que me acolheram com amor – era o sexto filho – e aos meus irmãos que cuidaram e cuidam com tanto carinho do Júnior.

Agradeço a esta comunidade aonde nascemos para a fé e nos alimentamos tantas vezes da Eucaristia, fomos ungidos pelo Espírito Santo na Crisma e no Sacramento da Ordem. Em alguns momentos fomos ovelhas com vocês, em outros Deus nos permitiu sermos pastores nesta paróquia. Minha gratidão aos meus irmãos padres, aos que foram meus companheiros no Seminário e aos que de alguma forma ajudei na formação – como não amar a vocação a qual Deus nos chamou? Agradeço ainda a Dom José Lambert, a Dom Eduardo, e a Dom Julio, que já em pouco tempo pudemos compartilhar bons e maus momentos, e que tem nos acolhido e ajudado a compreender nossa missão de pastores do povo de Deus” – Padre Manoel.

Fotos: Jorge Guimarães/ Pascom Santa Rosália.