Oitava Pascal, qual o real Sentido, deste período em nossa Igreja?

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Com a ressurreição de Jesus, no Domingo de Páscoa, entramos efetivamente no tempo Pascal de nossa Igreja; formado por 7 semanas que seguem até a solenidade de Pentecostes.

Nesse período os Cristãos Católicos são chamados a celebrar a alegria da vida nova em Cristo Jesus Ressuscitado.

No Tempo Pascal, em todas as celebrações litúrgicas, o Círio Pascal permanece aceso, pois ele representa o Cristo Ressuscitado que ilumina nossa vida, dissipa as trevas da morte e do mal e faz crescer em todos nós a luz de Deus.

Dentro desse período, temos a Oitava de Páscoa, como a Festa da Páscoa é o coração da nossa igreja e fé cristã, reservam-se oito dias consecutivos para celebrar solenemente a Ressurreição de Cristo.

Oitava Pascal é, portanto, o conjunto dos primeiros oito dias do Tempo Pascal, iniciados no domingo de Páscoa, após a Vigília da Ressurreição. No Tempo Pascal, os domingos tem uma mesma unidade solene,  por isso, na Oitava Pascal, a Igreja, comunidade do Ressuscitado, proclama solenemente:

“Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos” (Sl 118, 24). O dia que o Senhor fez para nós é o dia que a vida venceu a morte, o sepulcro está vazio, não há mais dor, não há mais choros ou prantos, Jesus Vive e está no meio de nós!

Por isso, durante oito dias, celebramos a Solenidade da Ressurreição de Jesus como se fosse um único dia.

Em nossa Arquidiocese de Sorocaba Paróquias seguem a tradição e continuamente os Padres estão rezando durante esta semana as Missas das Oitavas, desta vez ainda que forma diferente, seja através de transmissão ao vivo pelas redes  sociais ou de forma privada em cada Paróquia, a chamada “Missa sem Povo”  ocorre da mesma forma, porém sem público em decorrência do distanciamento social solicitado pelas autoridades do Estado de São Paulo.

Portanto mais uma vez Sacerdotes fazem uso das ferramentas e meios de comunicação para que esta festa da alegria de nossa igreja possa chegar aos fiéis e assim; todos sintam o chamado e a alegria Pascal, esse que é um período forte da nossa igreja e deve ser ainda mais celebrado em tempos tão difíceis como estes que estamos vivenciando nos dias atuais, onde muitas famílias padecem, não só do alimento físico, mas principalmente do alimento espiritual, portanto acaba se tornando um momento profundo da vida Cristã onde somos chamados a estar cada vez mais próximos do Coração Amoroso e Misericordioso de Jesus, que morreu na cruz por cada um de nós.

Caríssimos leitores, que não percamos a nossa fé e a esperança no Cristo Ressuscitado, e que ele possa através dos meios de Comunicação e Sacerdotes de Deus, chegar aos lares e coração de todos e também de cada um de nós, nos enchendo e cumulando de esperança e graça nossas vidas, esta Graça a qual somente com Cristo Jesus podemos experimentar.

Fotos: ( Diversas Pastorais da Comunicação da Arquidiocese)

Texto: Renata Miranda Coordenadora da Pascom Arquidiocese de Sorocaba.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_images_carousel images=”16148,16149,16150,16151,16152,16153,16154,16156″ img_size=”large” slides_per_view=”3″ autoplay=”yes”][/vc_column][/vc_row]