O Coração de Maria, fortaleza dos cristãos.

Celebramos neste sábado, dia 20/06, a memória do Imaculado Coração de Maria, uma devoção tão unida ao culto do Sagrado Coração de Jesus e que nos favorece em nosso caminho de santidade. Essa devoção conquistou o coração de muitos santos, especialmente na Idade Média. Mas, foi São João Eudes, padre na França, que divulgou com grande empenho a devoção ao Coração de Maria e, especialmente, o Sagrado Coração de Jesus.

No ano de 1648, São João Eudes conseguiu do Bispo de Autun, na França, a aprovação necessária para celebrar a festa do Imaculado Coração de Maria. A devoção foi crescendo rapidamente e logo a Santa Sé deu uma posição favorável ao culto do Imaculado Coração de Maria e, em 1805, o Papa Pio VII autorizou a celebração dessa festa às dioceses que lhe pediam. O Papa Pio IX aprovou no ano de 1855 a Missa e o Ofício próprio do Imaculado Coração de Maria, o que renovou ainda mais essa devoção na vida dos féis, fomentando confrarias e associações em honra desse título mariano.

As aparições de Nossa Senhora em Fátima, no ano de 1917, tiveram um papel muito importante para a divulgação dessa devoção. Em suas mensagens, Nossa Senhora fez menção da importância da reparação ao Seu Imaculado Coração e, em sua última aparição, no dia 13 de outubro, revelou uma mensagem profética: “Por fim, meu Imaculado Coração triunfará”. Essa mensagem ecoou por toda a terra e nos enche de esperança, pois sabemos que a vitória de Cristo e o triunfo do Coração de Maria são a certeza de que todas as guerras um dia cessarão e haverá paz para toda a humanidade.

Uma das invocações na ladainha do Imaculado Coração de Maria é: “Coração de Maria, fortaleza dos cristãos”, e creio que esse título seja uma resposta divina para nós nesse período de medo e incertezas que vivemos devido à pandemia do COVID-19. O Coração de nossa Mãe é uma fortaleza para todos nós, e é importante que possamos compreender a fundo o significado desse atributo.  A expressão “fortaleza”, além de designar uma virtude em que corresponde uma firmeza diante das dificuldades e constância no bem, também significa uma construção muito antiga, geralmente sendo grande e possuindo torres, lugar onde os soldados se refugiavam do exército inimigo. A fortaleza era equipada para se proteger dos inimigos e continha sempre um depósito de suprimentos para que, na estadia do soldado nesse lugar, ele pudesse sentir-se seguro e renovasse suas forças para o combate.

Pois bem, dessa forma compreendemos que o Imaculado Coração de Maria é o lugar onde encontramos nosso refúgio diante das batalhas da vida. Estando dentro desse Coração o inimigo jamais nos atingirá! Nesse Coração somos nutridos pelas graças divinas, que alimentam as virtudes em nós e nos fazem perseverar na fé. Enfim, estando no Coração da Mãe, encontramos a Jesus, que faz desse Coração o seu trono de misericórdia.

Permaneçamos unidos no Imaculado Coração de Maria!

 

Autor: Seminarista Bruno Aristides Martins