Nove Propedeutas são aprovados para 2019

No dia 01 de dezembro deste ano foi realizada a entrevista dos jovens que frequentaram durante o ano os convívios vocacionais. Na entrevista estiveram presentes Dom Julio Endi Akamine, arcebispo metropolitano de Sorocaba, Pe. Rodolfo Gasparini Morbiolo, reitor do Seminário Propedêutico Bom Pastor e Pe. Roberto Vieira, promotor vocacional da Arquidiocese.

Foram admitidos por Dom Julio nove jovens que iniciarão sua caminhada no Seminário Propedêutico Bom Pastor em 2019, são eles: Andro Hadryem Gomes de Lacerda, da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim, Matheus William de Souza, da Paróquia Santa Maria Madalena, Leonardo Moreno Zaneti, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Vila Angélica, Vitor Morales de Paula, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus -Piedade, João Batista Araujo Junior, da Paróquia Nossa Senhora da Piedade – Piedade, Johny Eric Oliveira Ramos, da Paróquia Santuário de Aparecidinha, Demétrio José de Queiroz, da Paróquia São Luiz Gonzaga, Gabriel Corrêa Assuaga, da Paróquia São José – Cerrado e Lucas Murilo de Oliveira Missias da Silva, da Paróquia São José – Cerrado.

“Rezemos ao Senhor Jesus, dono da messe que confirme cada vez mais a vocação a esses jovens, e ao mesmo tempo, envie operários para a messe. A Pastoral Vocacional de nossa Arquidiocese agradece o empenho de todos os agentes da pastoral, bem como as equipes que durante esse ano se dedicaram para que nossos convívios vocacionais acontecessem de forma tranquila e serena”, diz Padre Roberto Vieira – Promotor Vocacional na Arquidiocese.

Conheça um pouco de cada jovem:

Matheus William de Souza – Paróquia Santa Maria Madalena. “Tenho 18 anos, sou natural de Sorocaba e participo da paróquia Santa Maria Madalena. Eu senti o chamado à vocação sacerdotal no ano de 2017 e fui buscar uma direção espiritual com um padre para me ajudar, e ele pediu para participar dos encontros vocacionais. Desejo estar a serviço de Deus, da Igreja e dos irmãos. No ano de 2018 comecei a fazer os convívios. Rogo a Virgem Maria que interceda por mim e pelo meus irmãos de vocação”.

 

Johny Eric Oliveira Ramos – Paróquia Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. “Tenho 28 anos, sou natural de Sorocaba e participo do Santuário de Aparecidinha há 20 anos. Sou catequista, coordenador dos Coroinhas, Ministro da Eucaristia e da Palavra e também acólito. O primeiro chamado eu senti aos 14 anos, quando comecei a dar catequese, depois aos 18 em direção espiritual e foi ficando cada vez mais forte a partir dos 26. Em 2018 veio o convite para ingresso no seminário pelo pároco do Santuário, onde a inquietação foi maior e constante. Fiz os convívios vocacionais em 2018 e espero com a Graça de Deus, chegar ao Sacerdócio juntamente com meus irmãos propedeutas. Peço que a Mãe Aparecida nos ajude neste caminho de formação”.

 

João Batista Araújo Júnior – Paróquia Nossa Senhora da Piedade (Piedade). “Tenho 21 anos e sou natural da cidade de Piedade/SP. O chamado para ser padre veio quando ainda era criança. A vocação nasceu da admiração e do encanto para com as coisas de Deus. Foi amadurecendo com o tempo na experiência da vida em comunidade e no encontro com o Cristo. E hoje respondo a esse chamado com sinceridade. Desejo estar a serviço de Deus, da Igreja e dos irmãos. Ser testemunha de uma alegria que o mundo não pode dar. Rogo a Virgem Maria que interceda por mim e por meus irmãos propedeutas. Que tenhamos força e sabedoria em nossa missão”.

 

Leonardo Moreno Zaneti – Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Vila Angélica – Sorocaba). “A minha vocação começou pelo desejo de buscar a felicidade, mas não a felicidade de prazeres e bens materiais, e sim a felicidade eterna – e qual felicidade é maior do que poder entregar a própria vida para Jesus, assim como Ele fez por nós? Quero ser padre porque eu creio que amor se paga com amor, Cristo se entregou à Cruz por amor e por amor eu entrego a minha vida toda a Ele. O meu passado Senhor à tua misericórdia, o meu presente ao Teu amor e o meu futuro à Tua providência. Louvado Seja Deus eternamente!”.

 

Andro Hadryem Gomes Lacerda da Silva – Paróquia Nossa Senhora Consolata (Votorantim).  “Tenho 18 anos. A minha decisão vocacional nasce do desejo de entrega total ao serviço da evangelização e do resgate das almas, ‘ela’ parte de uma finalidade que não se encerra em mim mesmo, mas no céu! ‘Ela’ ganha estatura no aprofundar nas inúmeras e ricas Graças que a Santa Igreja nos proporciona, tal como a Liturgia, a Sã Doutrina, os Dogmas, entre tantos outros. ‘Ela’ se conclui com um desejo Filial de um dia ser mais uma das pontes do mundo para Deus. Que Ele em Sua Misericórdia Infinita nos dê a Graça de viver uma vocação verdadeira”.

 

Lucas Murilo de Oliveira Missas da Silva – Paróquia São José (Cerrado). “Tenho 17 anos e participo da paróquia São José – Cerrado. Sinto-me vocacionado há aproximadamente 1 ano e meio por conta da pastoral dos acólitos e o serviço na liturgia. Rezo ao Pai para que ele abençoe não só a mim, mas também a todos os meus irmãos de vocação”.

 

Demétrio José de Queiroz – Paróquia São Luiz Gonzaga. “Olá, tenho 25 anos. Comecei a servir à Santa Igreja aos 8 anos de idade como coroinha. Atualmente faço parte da pastoral de Liturgia e da equipe de acólitos, também já passei pelo ministério de pregação da RCC. Senti esse chamado mais intensamente aos 18 anos, resisti muito, mas isso só se confirma dia após dia em meu coração. Hoje com a Graça de Deus, desejo ingressar no seminário e amadurecer esse chamado de Deus”.

 

Gabriel Corrêa Assuaga – Paróquia São José (Cerrado). “Tenho 17 anos e sinto o chamado à vocação sacerdotal desde que entrei na pastoral dos acólitos na Paróquia São José em 2017. Com o convívio vocacional sinto que este chamado foi crescendo e se confirmando, e a partir do ano que vem iniciarei junto com meus irmãos de vocação os preparativos para, se Deus quiser, um dia chegar ao sacerdócio”.

 

Vitor Morales de Paula – Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Piedade. “Comecei minha caminhada na Igreja ainda quando criança servindo como coroinha. A partir daí o desejo de fazer as coisas certas para Deus me motivou a entrar na equipe de acólitos. O tempo foi passando e esse amor por Jesus e por estar a serviço da Santa Igreja me fez pensar na possibilidade de ser sacerdote. Participei dos convívios esse ano e pela graça de Deus e o acolhimento do nosso arcebispo Dom Julio farei parte da equipe dos vocacionados ao sacerdote no seminário propedêutico. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo”.

 

Datas para os Convívios em 2019:

17 de março / 28 de abril / 19 de maio / 16 de junho / 21 de julho / 15 de setembro / 20 de outubro / 17 de novembro / 07 de dezembro.

Local: Seminário em Aparecidinha.

Despertar Vocacional 2019: 28 de julho.

Informações: 3224-4074.