MISSA DE INSTALAÇÃO DA BASÍLICA MENOR REÚNE CENTENAS DE FIÉIS

A instalação da Basílica Menor de Nossa Senhora da Piedade, na cidade de Piedade, aconteceu no sábado, dia 3.
A solenidade reuniu fiéis de Piedade e da região, contou com a presença de bispos de outras arquidioceses, padres, diáconos, autoridades e fiéis. Logo após a leitura oficial do decreto e o hasteamento das bandeiras do Brasil, de São Paulo, de Piedade e a do Estado do Vaticano em frente à igreja, houve a missa que foi presidida pelo arcebispo de Sorocaba Dom Júlio Endi Akamine.

O título de Basílica Menor foi concedido pelo Papa Francisco em reconhecimento à história de fé, o valor histórico e arquitetônico da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Piedade.

Em entrevista à PASCOM da Arquidiocese de Sorocaba, Dom Júlio destacou a importância do título, principalmente por ser a primeira elevada a condição de Basílica Menor na região de Sorocaba. “Há dois tipos de basílicas, as maiores, que são somente quatro e estão no Vaticano e as menores que estão espalhadas no mundo”, explicou Dom Júlio.

A Basílica Menor de Nossa Senhora da Piedade surpreende pela sua beleza, pois a arquitetura mistura o estilo português com o românico.

A Basílica passou por um processo de restauração que teve início há dois anos. Os primeiros reparos começaram em 2022, com a reforma de alvenaria predial e estrutural da igreja. Em 2023, foi realizada a restauração de artes sacras, pinturas, imagens e de toda a igreja.

Na Igreja, há várias pinturas de Bruno Di Giusti (1920-2011), pintor italiano que morava em
Sorocaba. As suas pinturas estão espalhadas em várias igrejas da região.

O levantamento de informações durou mais de um ano e foi feito pelo reitor e padre Júlio César
Fernandes, que é também coordenador arquidiocesano de pastoral. O documento que concede
o título foi assinado pelo Papa Francisco e chegou ao Brasil no fim de 2023.

A festividade integra as comemorações do Centenário da Arquidiocese de Sorocaba.

 

Compartilhe: