Fraternidade e vida: dom e compromisso

A Campanha da Fraternidade 2020 proclama: a vida é Dom e compromisso! Seu sentido consiste em ver, solidarizar-se e cuidar. A vida é essencialmente samaritana, tal qual o homem que interrompeu a sua rotina para cuidar de quem estava caído à beira do caminho (Lc 10, 25-35). “Eu vim para todos tenham vida e a tenham em abundancia” (Jo 10, 10). “O Evangelho da vida está no centro da mensagem de Jesus” (EV 1). É missão dos discípulos o serviço à vida plena. Por isso, a Igreja no Brasil proclama com vigor que “as condições de vida de muitos abandonados, excluídos e ignorados em sua miséria e dor, contradizem o projeto do Pai e desafiam os discípulos missionários a um maior compromisso em favor da cultura da vida” (DAp 358).

Ao mergulhar nas profundezas da existência humana, o discípulo missionário abrindo seu coração em louvor, por todas as criaturas, angustia-se diante de todas as formas de vida ameaçada, desde seu inicio, em todas suas etapas, até a morte natural. Na medida em que nenhuma vida existe para si, mas para os outros e para Deus, este é o tempo mais do que propicio para articulação e a integração de todas as formas de paixão pela vida. Só assim conseguiremos, de fato, vencer a cultura da morte.

Por isso na promoção da cultura da vida, os discípulos missionários de Jesus Cristo testemunham verdadeiramente sua fé naquele que veio dar a vida em resgate de todos, comprometendo-se de modo especial com os pobres, em vista da construção de uma sociedade justa e fraterna.

Contemplando os diversos rostos de sofredores, especialmente os resíduos e “sobras”, o discípulo missionário enxerga, em cada um, o rosto de seu Senhor: chagado, destroçado, flagelado (Is 52, 13ss). Seu amor por Jesus Cristo, e Cristo crucificado (1Cor 1, 23-25), leva-o a buscar o Mestre em meio as situações de morte (Mt 25, 31-46). Leva-o a não aceitá-las, sejam elas quais forem, envolvendo-se na preservação da vida.

O discípulo missionário não se cala diante da vida impedida de nascer, seja por decisão individual, seja pela legalização e despenalização do aborto. Torna-se, deste modo, alguém quem sonha e se compromete com um mundo onde seja, efetivamente, reconhecido o direito a nascer, crescer, constituir família, seguir a vocação, envelhecer e morrer naturalmente, crer e manifestar a fé.

A Campanha da Fraternidade (CF) é um modo privilegiado pelo qual a Igreja no Brasil vivencia a Quaresma. Neste ano somos convidados a olhar, de modo mais atento e detalhado, para a vida. O tema vida emerge em nossos dias como clamor que brota de tantos corações que sofrem de diversas formas (LS 53).

Olhar que eleva para Deus, no mais profundo espírito quaresmal, volta-se também para os irmãos e irmãs e pela vida no planeta. Em meio a tantas questões, a CF deste ano nos convoca a refletir sobre o significado mais profundo da vida e a encontrar caminhos para que esse sentido seja fortalecido e, algumas vezes, até mesmo reencontrado.

Uma santa quaresma para todos nós!

 

Texto: Pe Samuel Soares (Acessor Eclesiástico da CF Arquidiocesana)

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880