Falando de Deus: Boas vindas, Ano Novo!

Leitor(a) amigo(a)!

Novo ano! Novas expectativas! Novas esperanças! Enfim, corações se abrindo, florescendo, sonhando e aguardando novo porvir!

Desse modo, o ser humano caminha, sempre confiando na proteção do Supremo Ser, o verdadeiro responsável pela autêntica felicidade!

Dar as boas vindas a um novo momento, ou seja, ao Ano que se avizinha, 2019, significa abrir-se à possibilidade de experimentar novas realizações, sustentar valores e bons princípios, além de assumir transformações comprometendo-se como novas criaturas e “homens novos”. Isto porque o futuro e as suas vivências concretizadas representam oportunidades bem vindas e propiciadas pelo nosso Criador!

Sim, como verdadeiros cristãos, entendamos que o aprimoramento da Humanidade se inicia com a renovação do interior de cada homem, tirando de si, aquele “homem velho” no intuito de construir novas mentalidades no combate ao individualismo, ao egocentrismo que tanto separa e segrega.

Não almejamos cada um, a própria felicidade? Como então, conquistá-la sem novo olhar, sem renovação de posturas, sentimentos e ações? Como acolher o belo, o significante para nossas vidas, se não nos entusiasmamos convenientemente para isso experimentar?

Por isso, apresentamos nesta edição uma famosa história/ lenda sobre a renovação da águia, ave que possui a maior longevidade da espécie, vivendo cerca de setenta anos.

Então, conta-se que… para chegar a essa idade, aos quarenta anos, a águia precisa tomar uma séria e difícil decisão. Suas unhas estão compridas e flexíveis e já não conseguem mais agarrar as presas das quais se alimenta.

O bico, alongado e pontiagudo se curva, suas asas tornam-se pesadas em função da grossura de suas penas, estão envelhecidas pelo tempo.

Já se passaram quarenta anos do dia em que a jovem águia lançou voo pela primeira vez. Para a experiente águia, voar já é bem difícil! Nessa situação a águia só tem duas alternativas: deixar-se morrer ou enfrentar um doloroso processo de renovação que irá durar cento e cinquenta dias. E esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e lá se recolher em um ninho que esteja próximo a um paredão. Um local Seguro de outros predadores e de onde, para retornar, ela necessite dar um voo firme e pleno.

Ao encontrar esse lugar, a águia começa a bater o seu bico contra a parede até conseguir arrancá-lo, enfrentando, corajosamente, a dor que essa atitude acarreta. Pacientemente, espera o nascer de um novo bico, com o qual irá arrancar as suas velhas unhas. Com as novas unhas ela passa a arrancar as velhas penas. E, então, após cinco meses, “renascida”, sai para o famoso voo de renovação, certa da vitória e de estar preparada para viver, então, por mais trinta ano (autor desconhecido).

Leitor(a) amigo(a), assim nós, precisamos parar, refletir e dar início a um processo de renovação para continuarmos a voar, livres de barreiras, aproveitando o dom precioso da vida que Deus nos oferece em seu poder Divino e Misericordioso! Eliminemos o “bico” do ressentimento, as velhas “penas”, e deixemos fluir bons e positivos pensamentos, alçando nosso voo para novos sonhos e realizações, conquistando cada dia mais, as virtudes que nos fazem bem e, acima de tudo, agradáveis ao Senhor do Tempo e da História.

Que 2019 nos seja propício para um caminhar cristão de vida em renovação!

Por: Elenil Gardim Machado da Silva Gobbo

[email protected]

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880