Espírito Santo: Mestre Interior

No plano doutrinal, o Espírito Santo nos é anunciado e apresentado por Cristo como um Mestre interior: “Ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que vos tenho dito” (Jo 14,26). Esta função corresponde ao seu nome de “Espírito da Verdade” (Jo 14,17). O ensinamento dado pelo Espírito Santo é uma continuação daquilo que foi ensinado por Cristo. Devendo trazer à memória dos cristãos tudo aquilo que Cristo tinha dito, o Espírito Santo deve receber do próprio Cristo a doutrina que comunicará: “Ele não falará de si mesmo, mas dirá tudo quanto tiver ouvido… porque receberá do que é meu para vo-lo anunciar” (Jo 16,13). Como Jesus foi Mestre para os seus discípulos durante a vida terrena, assim o Espírito Santo será o Mestre Interior para os seus discípulos no futuro.

O Espírito Santo não ensinará, portanto, uma doutrina propriamente nova: explicará e desenvolverá a doutrina enunciada por Jesus, segundo o significado que este tinha querido conferir às suas palavras, e segundo a medida de clareza que ele pouco a pouco quiser comunicar: tudo provém de Cristo.

Jesus tinha ensinado com o método de um mestre humano, exprimindo-se em uma linguagem humana: falava com autoridade, mas os seus ouvintes escutavam uma voz humana e contemplavam um rosto humano (cf. Mt 7,29; Mc 1,22; Lc 4,32). O Espírito Santo, por outro lado, não tem nem rosto nem voz humana, e ensina unicamente conforme um espírito, dirigindo-se ao espírito dos discípulos. O seu ensinamento, portanto, é interior. Ele relembra aquilo que Jesus disse, sugerindo o sentido e fazendo-o penetrar na nossa inteligência.

O Espírito Santo é o Mestre interior de toda a Igreja e de cada cristão. À Igreja ele mostra “toda a verdade” (Jo 16,13); e para cada cristão ensina de modo adequado à sua mentalidade e às suas capacidades intelectuais. Sublime pedagogo, o seu método varia para cada indivíduo, de tal forma que a revelação pública chegue a cada um segundo o lume adequado à sua personalidade.

Qual é a razão pela qual Cristo não se limitou a inculcar nos discípulos a sua doutrina, mas prometeu a eles um Mestre interior? Por que a Palavra divina, comunicando-se a nós, realiza uma obra de amor. A revelação que Cristo nos traz é um dom divino que solicita um amor igual àquele do qual ela é expressão: para que ela penetre na nossa inteligência nós devemos abrir a ela nosso coração. Por isso, tratando-se de um dom do amor divino que quer vir a nós, suscitando o nosso amor, compete ao Espírito Santo de amor apresentá-lo e introduzi-lo em nosso espírito.

Encontramo-nos assim em uma situação análoga ao dos discípulos: a doutrina de Cristo nos atinge primeiramente do externo, e o Espírito Santo nos faz acolher dela um primeiro significado. Depois, no curso de nossa vida, ele desperta essa doutrina que ficara adormecida no fundo de nosso ser, faz com que ela aja e, nas ocasiões propícias, seja trazida com clareza à consciência, de tal forma que nós temos a impressão de que a verdade evangélica se apresente espontaneamente a nós, como uma reação interior às circunstâncias em que vivemos. E se trata verdadeiramente de uma reação interior, porque o Espírito Santo imprimiu precedentemente em nós a verdade, sem que percebêssemos, para que ela se tornasse nossa e nos aparecesse como tal.

Com esta misteriosa ação que transforma até mesmo o nosso inconsciente, o Espírito Santo coloca em nós aquilo que poderia ser chamado de uma “conaturalidade” em relação à doutrina de Cristo, pela qual somos levados a admiti-la e a viver dela com tal familiaridade que a experimentamos como se ela viesse de nosso ser profundo. Ele nos permite apreciar e degustar a doutrina de tal maneira que nos faz apreciar e desejar a pessoa do Salvador.

Vinde Espírito Santo, e enchei o coração de vossos fiéis!

 

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880