Coração de Jesus, fonte de consolação e de paz.

Celebramos nesta sexta-feira, dia 19 de Junho, a Solenidade do Sacratíssimo Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo. Esta devoção, que se apoia nas Sagradas Escrituras, tem seus primórdios na Idade Média, ganhando força no século XVII com Santa Margarida Maria Alacoque. Em 1673, Nosso Senhor apareceu a Santa Margarida mostrando o seu Coração rodeado de chamas, com uma coroa de espinhos e ferido, e disse: “Eis aqui o coração que tanto amou os homens, até se esgotar e consumir para testemunhar-lhe seu amor e, em troca, não recebe da maior parte senão ingratidões, friezas e desprezos”.

Celebrarmos a festa do Coração de Jesus é celebrarmos a festa do Amor, que se entregou, e continua a se entregar no Sacramento da Eucaristia, por cada um de nós. No entanto, a devoção ao Coração de Jesus também nos convida a responder esse Amor com nossa entrega total, reparando com nosso amor as ingratidões e sacrilégios cometidos contra a Santíssima Eucaristia. Este amor deve ser ainda indiviso e confiante, que nos leve a uma vida de intimidade com Cristo.

Coração em hebraico (lev) implica muito mais do que apenas um órgão do corpo humano, significa o homem em sua interioridade, ou seja, o homem com tudo aquilo que há de mais íntimo. Enquanto as mãos simbolizam o homem exterior, o coração simboliza o homem interior. Por isso, somos convidados a reclinarmos nossa cabeça em seu Coração, como fez São João na última ceia, e assim sermos íntimos de Nosso Senhor e compreendermos Sua vontade. Não confiamos nossos segredos, nossos problemas, nossas angústias a qualquer pessoa, mas àqueles a quem somos íntimos. Esse é o desejo de Nosso Senhor: que confiemos inteiramente Nele, e entreguemos nossos medos e sofrimentos ao Seu Coração.

Como Bom Pastor, Jesus quer que permaneçamos com Ele para nos guiar nos caminhos muitas vezes dolorosos e exigentes. No Coração de Cristo encontramos a paz e o descanso nos momentos difíceis da vida, especialmente neste momento tão delicado em que vivemos. Rico é o conselho de Leão XIII em sua encíclica Annum sacrum: “Vede hoje ante vossos olhos um segundo lábaro consolador e divino: o Sacratíssimo Coração de Jesus…, que brilha com refulgente esplendor por entre as chamas. Nele devemos pôr toda a nossa confiança; a ele devemos suplicar e dele devemos esperar a nossa salvação”.

O Coração de Jesus quer ser refúgio para nós, em um mundo tão inseguro.

Seminarista Marcos de Togni Tassi

Arquidiocese de Sorocaba

Imagem ilustrativa: Arquidiocese de Brasília

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880