Comentário ao Evangelho – Terça-feira da 27a Semana TC – 10.10.2023

Terça-feira da 27a Semana TC

Jn 3,1-10

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

3,1A palavra do Senhor veio a Jonas pela segunda vez: 2“Levanta-te! Vai a Nínive, aquela grande cidade, e anuncia o que vou te dizer”. 3Jonas partiu agora com intenção de ir a Nínive Como o Senhor havia mandado.

A segunda vocação de Jonas é realizada pela mesma palavra do Senhor. O que muda é o interlocutor. Jonas agora sabe que é inútil tentar escapar de Deus.

A cidade é gigantesca e, como a baleia, engole o profeta por três dias. Jonas anuncia que a cidade será “destruída”. Em hebraico o termo é ambíguo: pode significar “arrasar” ou “converter”. Por isso a profecia pode significar tanto que a cidade será “arrasada” ou “convertida”. Nesse sentido, quarenta dias pode ser um prazo para antecipar a angústia da inevitável destruição ou tempo para provocar uma reação que evite tal destruição.

Na compreensão de Jonas, a profecia é predição categórica. Na intenção de Deus a profecia é ameaça condicionada; porque Deus não quer a morte do pecador, mas que ele se converta e viva (Ez 18,23).

A reação de Nínive é, com efeito, sensacional. A arqui-inimiga de Israel se converte. Os ninivitas “passaram a crer em Deus”, ou seja, passaram a crer que a palavra do profeta é Palavra de Deus, que a ameaça é merecida e que ainda há um prazo para a penitência. O rei dos ninivitas põe uma pitada de dúvida, respeitando a liberdade de Deus!

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

Compartilhe: