Comentário ao Evangelho – Terça-feira 25/05/2021

Terça-feira da 8ª Semana TC

Mc 10, 28-31

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Jesus tinha acabado de comentar com seus apóstolos como é difícil um rico entrar no Reino de Deus. Os apóstolos não tinham ilusões. Eles sabem que o Mestre vive muito pobremente, não possui bens materiais, não paga salário nem promete riqueza material para quem o segue. Pedro, representando os demais, quer saber qual será a situação dos que deixam tudo para assumir as exigências do Reino.

É nesse momento que Jesus transmite aos apóstolos a sua experiência de vida: ele deixou sua família de sangue, mas agora tem uma família de muito maior e mais numerosa. Ele não tem casa, mas como missionário do Reino, está sempre em casa e não lhe falta alimente nem roupa.

Neste mundo, os que seguem Jesus podem ter a certeza de que terão sua recompensa multiplicada por cem acompanhada de perseguições. No futuro, porém, todos estes bens empalidecem diante da vida eterna.

A resposta de Jesus: “em verdade vos digo, quem tiver deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos, campos, por causa de mim e do Evangelho, receberá cem vezes mais agora, durante esta vida – casa, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos com perseguições – e, no mundo futuro, a vida eterna”. É preciso entender bem. A resposta de Jesus não fala de finalidade: deixar tudo para ter cem vezes mais. Não se trata de negócio! A resposta de Jesus fala de consequência da generosidade de Deus: Ele dá sempre cem vezes mais. A resposta de Jesus chama a atenção não para o cálculo, mas para a generosidade de Deus.

Nesse sentido, Eclo 35,12 nos põe nesta dialética de amor e de generosidade que há entre Deus e nós. “Dá a Deus segundo a doação que Ele te fez, e, com generosidade, conforme as tuas posses; porque Ele é um Deus retribuidor, e te recompensará sete vezes mais”.

Nós vivemos numa admirável dialética de graça: Deus toma a iniciativa de dar os seus dons, e nós respondemos dando a Deus do que nós recebemos. E Deus torna a nos dar multiplicando por sete o que nós demos a Ele do que dEle recebemos.

Nós como que estamos aprisionados, envolvidos e elevados entre os dons de Deus: os dons do início e os dons multiplicados. Assim é nossa relação com Cristo. Ele nos deu a Vida; nós damos nossa vida unida a Ele; Ele multiplica por cem o que oferecemos. O que Jesus nos propõe é um modo novo de viver neste mundo: entre os dons de Deus.

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880