Comentário ao Evangelho – Terça-feira 24/03/2020

4ª Semana da Quaresma – ANO A

Ez 47,1-9.12

 

Clique para ouvir a Leitura do dia e seu comentário:

 

O comentário de hoje se refere à 1ª leitura.

Ezequiel nos fala de uma visão na qual ele vê o novo templo e vê brotar de seu lado direito uma água maravilhosa que leva para todos os lugares a vida e a fecundidade. Os padres da Igreja reconheceram nesse templo o verdadeiro Templo, Jesus Cristo: é da sua ferida no lado direito que saíram sangue e água.

Ezequiel vê, portanto, o templo e a água que brota do seu lado direito e corre em direção do Mar Morto, que se acha a 20 km. O Mar Morto está a mais ou menos quatrocentos metros abaixo do nível do mar. Ele tem este nome exatamente porque, por causa da grande quantidade de sal, ele não tem vida. Na visão de Ezequiel quando a água que escorre do templo chega ao Mar Morto, as águas começam a pulular de vida.

É esta a transformação da graça que Deus realiza em nossas comunidades. Devemos confessar que também em nós e em nossas comunidades existe um Mar Morto, isto é, há um espaço de amargura, de egoísmo que torna as relações difíceis, o apostolado estéril. Somente a graça de Deus pode transformar isso.

Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no oceano. Mas o oceano seria menor se lhe faltasse uma gota (Texto-base, CF 2020, 82).

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais