Comentário ao Evangelho – Terça-feira 14/06/2022

Terça-feira da 11ª Semana do TC

1Rs 21,17-29

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Um dos aspectos mais relevantes da profecia bíblica é a sua luta pela justiça social. De fato, os deuses cananeus da fecundidade não exigem justiça social como o faz o Deus de Israel. É verdade que os profetas são homens de Deus e a sua missão é essencialmente religiosa. Mesmo quando denunciam injustiças sociais, não o fazem como políticos nem por motivos de mera reivindicação social. Pelo contrário, tudo eles veem e julgam a partir da Lei de Deus e da Aliança. E nem por isso deixam de ser menos exigentes e revolucionários.

O confronto de Elias com Acab tem muitas semelhanças com o de Natã e Davi (2Sm 12). Em ambos os casos, é evidente a coragem e a audácia dos profetas para censurar a conduta dos reis de Israel. Nunca na Mesopotâmia ou no Egito um sacerdote ou adivinho se atreveria a criticar publicamente o comportamento injusto dos imperadores e dos faraós. Essa é a autenticidade da fé no Deus Vivo e Verdadeiro: acima do rei está Deus e o rei também deve obedecer a Deus e agir de maneira que lhe agrade.

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880