Comentário ao Evangelho – Terça-Feira 12/05/2020

5ª Semana da Páscoa – ANO A

Jo 14, 27-31a

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Deixo-vos a paz, a minha paz eu vos dou”. A paz é um dom de Jesus. Ele nos dá a sua paz: é a paz com a qual ele foi ao encontro da sua paixão e morte, aderindo à vontade do Pai.

É a mesma paz com que os apóstolos realizaram a missão evangelizadora e enfrentaram todo tipo de perseguição e a própria morte. Eles se conservaram fortes nas dificuldades porque tinham a paz não fora deles, mas dentro deles. Esse é o dom de Cristo, que o mundo não consegue entender.

A paz de Jesus não é a paz do mundo. Não é somente ausência de guerra, nem é mera tranquilidade extrínseca. A paz de Jesus não é indiferença egoísta, mas é um dom que habita dentro do discípulo de Jesus como um seu dom.

As dificuldades da vida nos entristecem, os sofrimentos nos abatem, o mal nos faz sofrer, as doenças e as canseiras da vida nos tiram muitas coisas, mas não destroem o dom da paz de Cristo. Pelo contrário, revelam ainda mais esse dom pascal de Jesus.

São Pedro escreve inclusive que devemos nos alegrar com a comunhão nos sofrimentos de Cristo. “Na medida em que participais dos sofrimentos de Cristo, alegrai-vos” (1Pd 4,13). Não se trata de gostar de sofrer, mas de experimentar a alegria por estarmos em comunhão com Cristo.

Depois que Cristo sofreu, morreu e ressuscitou, nenhuma tribulação desta vida é absurda e sem sentido. Tudo pode ser o meio pelo qual aceitamos em nós esse dom pascal de Cristo.

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais