Comentário ao Evangelho – Segunda-feira 22/02/2021

Festa da Cátedra de S. Pedro

Mt 16, 13-19

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Jesus pergunta aos seus discípulos: “quem dizem ser o Filho do Homem?” Jesus não está em crise de identidade nem tem necessidade de melhorar a sua autoestima. Ao contrário, o que está em jogo é a identidade dos discípulos: eles são discípulos de quem? De um profeta? De João Batista? De Elias? De Jeremias?

Identificar quem é Jesus define a identidade do discípulo, constitui o discípulo. Com efeito, o cristianismo não começa com uma grande ideia ou doutrina, não tem início com uma nova ética, mas se origina de um encontro pessoal com Jesus. Quem é Jesus? A quem seguimos? Responder a essa pergunta nos define, e define o que é a Igreja.

Reconhecer Jesus é Deus é o que distingue os cristãos dos não-cristãos, entre Israel e a Igreja; entre a Primeira Aliança e a Nova Aliança; entre o Antigo e o Novo Testamento.

Pedro é aquele que é designado por Jesus como “Pedra” sobre a qual se edifica a Igreja. A pedra é a confissão de Pedro. A pedra é, por isso, Pedro. Sim. Porque a fé não é uma entidade abstrata que paira no ar sobre as nossas cabeças. A fé existe nas pessoas, como realidade viva em pessoas vivas. E dentre as pessoas, há uma que foi escolhida por Jesus para que confesse e confirme a fé em Cristo. Por desejo de Jesus, Pedro e seus sucessores têm a missão de confessar e confirmar a fé.

Rezemos hoje pelo Papa Francisco! Ele continua a responder em nosso nome: quem é Jesus? Unamo-nos a ele, e professemos: Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo!

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais