Comentário ao Evangelho – Segunda-feira 09/03/2020

2ª Semana da Quaresma – ANO A

Lc 6,36-38

 

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

 

Para que possamos permanecer na misericórdia de Deus é preciso que estejamos abertos aos outros na misericórdia. “Sede misericordiosos como o Pai é misericordioso. Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados”.

A verdadeira generosidade em relação aos outros brota da humildade de quem se reconhece amado e perdoado por Deus. A pessoa que sabe que foi perdoada pelo Senhor, quando dá algo aos outros o faz sem orgulho, sentindo-se somente instrumento da misericórdia de Deus.

No Evangelho de hoje há uma palavra muito consoladora porque demonstra que o Senhor confia em nós. “Dai e vos será dado. Uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante será colocada no vosso colo; porque com a mesma medida com que medirdes os outros, vós sereis também medidos”.

O Senhor tem confiança que nós, ajudados pela sua graça, seremos capazes de dar aos outros uma medida boa, calcada, sacudida e transbordante. Deus nos dá a alegria de sermos generosos com os outros para sermos, depois, recompensados generosamente pelo Pai celeste. Acolhamos com coração humilde e confiante essa belíssima promessa de Jesus.

É possível que alguém pense que a justiça misericordiosa é irreal. A quaresma é tempo propício para discernirmos se, de fato, estamos diante de uma fantasia ou em face ao sentido mais profundo do nosso existir. A justiça misericordiosa está na nossa origem e no nosso destino (Texto-base, CF 2020, 61).

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais