Comentário ao Evangelho – Sábado 30/05/2020

7ª Semana da Páscoa – ANO A

Jo 21, 20-25

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Mais uma vez o discípulo amado entra em cena junto com Pedro. Poderíamos dizer: em confronto! No Evangelho a autoridade de Pedro não é discutida, mas reforçada. Porém o quarto evangelho ressalta a figura do discípulo amado.

Jesus tinha acabado de prever o martírio de Pedro. Os mártires eram considerados com a máxima honra quando foi escrito este evangelho; a morte do mártir era o meio mais nobre de glorificar a Deus. Assim podemos ler nas entrelinhas da perícope de hoje uma certa concorrência entre o discípulo amado e Pedro. Jesus não tinha previsto nada em relação ao outro discípulo. Por isso a pergunta de Pedro: “Senhor, e este?”.

A resposta de Jesus foi interpretada de modo errado. Pensaram que João iria estar vivo quando ocorresse o final dos tempos. Mas esta não é a interpretação correta.

Em confronto com Pedro, o evangelho esclarece no que consiste a autoridade do discípulo amado: não a de estar vivo quando Jesus voltasse, mas de dar testemunho de tudo aquilo que contém o quarto evangelho. Este evangelho se apóia sobre este testemunho verdadeiro do discípulo amado.

Estamos na véspera da festa de Pentecostes; peçamos hoje que o Espírito Santo nos dê o desejo vivo de testemunhar, de falar das coisas de Deus, de anunciar o evangelho. É este o fruto do Espírito Santo: dar testemunho da verdade.

Peçamos também a Maria que ela nos dê a capacidade de anunciar as maravilhas de Deus; que possamos cantar nosso Magnificat pessoal!

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais