Comentário ao Evangelho – Sábado 30/04/2022

Sábado da 2ª semana da Páscoa

At 6,1-7

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

A leitura de At nos mostra como surgiu o ministério do Diaconato na Igreja. Mais do que um mero relato, a leitura nos vincula à comunidade apostólica e nos põem no rio imenso e profundo da tradição apostólica: não fomos nós que inventamos nem foram os nossos pais que criaram o diaconado. Ele surgiu no tempo dos Apóstolos sob a inspiração e direção do Espírito Santo.

Diante de uma dificuldade concreta, surgida pelas novas tensões provocadas pela presença dos cristãos de origem grega (os helenistas) na Igreja, os Apóstolos e a comunidade reunida encontram, num clima de oração e de discernimento espiritual, a solução pacífica que garantiu a manutenção da unidade.

Qual era o problema enfrentado? Conforme os At nos descrevem, as viúvas dos fiéis de origem grega eram deixadas de lado no atendimento diário. As tensões internas na Igreja nascente ameaçavam a sua unidade, mas a instituição do ministério diaconal transformou o conflito em ocasião de uma vivência ainda mais profunda da unidade eclesial.

Em vez de se dividirem em duas seitas: uma de judeus e outra de gregos, a Igreja dos Apóstolos superou a tensão obedecendo o Espírito Santo. Foram apresentados aos apóstolos sete homens de boa fama, repletos do Espírito e de sabedoria. Pela imposição das mãos, os apóstolos comunicaram o que eles mesmos tinham recebido de Jesus: o Espírito Santo. Não é a escolha nem a eleição que habilitou aqueles homens para o serviço, mas a imposição das mãos, ou seja, o dom do Espírito.

É preciso prestar atenção ao gesto da imposição das mãos. No Antigo Testamento a imposição das mãos simbolizava o compartilhamento de um encargo entre as pessoas. Assim quem impõe as mãos transmite ao outro uma participação no seu cargo e atividade. A pessoa sobre quem são impostas as mãos é associada ao ofício e é identificada com a pessoa que impõe. Foi isso o que aconteceu com Moisés e Josué. Depois da imposição das mãos, Josué se tornou como alter ego de Moisés.

No Novo Testamento, a imposição das mãos se torna o gesto pelo qual o Espírito Santo é transmitido daquele que impõe para o que recebe a imposição. Assim o ministério é transmitido.

Reconheçamos o grande dom da unidade da Igreja; agradeçamos a Deus o ministério do diaconato na Igreja.

 

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880