Comentário ao Evangelho – Sábado 12/03/2022

Sábado da 1ª Semana da Quaresma

Dt 26,16-19

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Muitas vezes, nós nos referimos ao AT como a Lei. Essa forma de nomear não está errada, mas pode dar uma ideia errada: a de que o elemento central do AT seja a lei. No entanto, o AT tem seu centro não na lei, mas na Aliança. Esse é o sentido da leitura do Deuteronômio: Deus propõe a aliança ao povo eleito, uma aliança feita não somente de exigências, mas sobretudo de recíproca fidelidade: exigência e fidelidade estão lado a lado nesta leitura. “Hoje, o Senhor, teu Deus, tem manda pôr em prática estes preceitos e estas normas”: esta é a exigência. Mas há também a promessa de fidelidade: “E o Senhor te confirmou, hoje, que tu serás o seu povo particular. Assim ele te exaltará acima de todas as nações que ele criou. E serás um povo santo para o Senhor, teu Deus”.

Há, portanto, uma união e uma aliança que muda a vida em profundidade. Assim a observância das normas não é somente uma exigência, mas um sinal concreto dessa mudança profunda da vida realizada pela união com Deus.

Assim as prescrições legais presentes no Deuteronômio não são apenas um conjunto de normas. Pelo contrário, a observância das normas é resposta à iniciativa de Deus de criar e de estabelecer Aliança com o seu povo. Obedecer às leis é o sinal que mostra a transformação interior que a amizade com Deus realiza no povo. Assim não são os bons frutos que tornam uma árvore boa, mas é a árvore boa que produz bons frutos.

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880