Comentário ao Evangelho – Sábado 09/01/2021

Sábado depois da Epifania

Jo 3, 22-30

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

 

No evangelho de hoje, vemos João Batista se alegrar em circunstâncias que muitas vezes são motivo de tristeza. Jesus tinha muito sucesso e os discípulos de João Batista ficam preocupados com esse sucesso: “Rabi, aquele que estava contigo além do Jordão e do qual tu deste testemunho, agora está batizando e todos vão a ele”.

A carreira de João Batista está chegando ao fim. E João Batista reconhece com alegria que essa é sua vocação: “Vós mesmos sois testemunhas daquilo que eu disse: eu não sou o messias, mas fui enviado na frente dele. É o noivo que recebe a noiva, mas o amigo, que está presente e o escuta, enche-se de alegria ao ouvir a voz do noivo. Esta é a minha alegria, e ela é completa. É necessário que ele cresça e eu diminua”.

Essas palavras são admiráveis! Elas nos mostram como podemos nos encher de alegria verdadeira. Muitas vezes, quando acontecem coisas que nos contrariam, nós lutamos e sofremos. Se, ao contrário, reconhecemos que são essas contrariedades que nos tornam semelhantes a Cristo, nós nos alegramos. Isso pode acontecer quando ficamos doentes ou passamos por humilhações. Esses podem ser momentos de sermos como João Batista e nos alegrarmos no Senhor.

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais