Comentário ao Evangelho – Sábado 02/04/2022

Sábado da 4ª Semana da Quaresma

Jr 11,18-20

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

A leitura de hoje nos põe diante da oração do profeta Jeremias e também de Jesus orando no Getsêmani. Jeremias pede que Deus faça justiça, e nisso ele prefigura Jesus que suplica que “venha a nós o vosso Reino”. Prestar atenção à oração interior de Jeremias significa, de alguma forma, penetrar cordialmente na agonia de Jesus no horto das oliveiras, quando ele “dirigiu ao Pai súplicas com grande clamor e lágrimas”.

A oração de Jeremias revela a sua interioridade, seus sentimentos mais profundos, suas lutas e temores íntimos, seus sofrimentos e dúvidas mais fortes. Tudo isso se dá em forma de oração audaz e corajosa. Jeremias está no seu Getsêmani: ele se vê como vítima da conspiração tramada não somente pelos seus inimigos declarados, mas pelos até por seus próprios conterrâneos e parentes. Amigos e familiares conjuram contra a sua vida. Ele descreve as armadilhas dos que se preparam para matá-lo. Com ódio mortal, eles querem não somente acabar com sua vida, mas também apagar o seu nome e a sua memória da terra. “Vamos derrubar a árvore em seu vigor, cortá-la, hoje, da terra dos vivos, para seu nome não mais ser lembrado”.

O impacto dessa experiência da maldade e da crueldade, faz com que Jeremias reflita sobre o sentido de sua vida e sobre a sua missão. Ele percebe que sua missão é semelhante à de um cordeiro levado ao matadouro. “Eu era como um cordeiro manso levado ao matadouro, sem saber o que planejavam contra mim”. Ele é como o servo sofredor: inocente não se nega a oferecer a sua vida em sacrifício pelos seus próprios assassinos.

Completamente só, Jeremias parece perguntar angustiado: “Por quê, meu Deus?” Nesse sentido o drama de Jeremias parece antecipar o clamor de Jesus na cruz: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”.

Jeremias não sabe como sairá dessa perseguição, mas sabe que os que conspiram contra ele, na realidade conspiram contra o próprio Deus. E é em Deus que Jeremias deposita toda a sua confiança.

Neste tempo da quaresma somos postos diante de Jesus abandonado na cruz. Digamos com ele: Venha a nós o vosso reino!

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880