Comentário ao Evangelho – Quinta-feira 10/02/2022

Quinta-feira da 5ª Semana do TC

1Rs 11,4-13

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

Davi quis generosamente construir um Templo em Jerusalém em honra de Deus, mas o profeta Natã foi enviado por Deus para lhe dizer: Não será tu a construir uma casa para Deus, mas Deus é que construirá uma casa para ti, isto é, construirá uma casa real, uma dinastia. Assim um filho seria o sucessor e este construiria um templo ao Senhor.

E assim aconteceu. Salomão construiu o templo em Jerusalém: assim a promessa divina se cumpriu com Salomão.

A história sucessiva, porém, demonstrou que esse cumprimento não constitui a plenitude de promessa divina anunciada por Natã. Na verdade, esse cumprimento foi somente um esboço imperfeito da promessa de Deus de construir a casa para Davi.

A leitura de hoje nos mostra como Salomão, que tinha começado tão bem, no fim acabou por não se mostrar um digno sucessor de Davi: “Quando Salomão ficou velho, seu coração já não pertencia integralmente ao Senhor como seu pai Davi”.

Salomão no foi fiel. Ele se casou com mulheres estrangeira não por motivos de amor, mas políticos. Ele se casou com filhas ou irmãs de reis pagãos dos países vizinhos: a Fenícia, o reino dos Moabitas e dos Amonitas. Fazendo isso ele assegurava alianças políticas. Dessas alianças política, porém, foi induzido ao desvio religioso: “suas mulheres desviaram-lhe o coração para seguir outros deuses. Assim Salomão fez o que é mau aos olhos do Senhor e não o seguiu integralmente como fez seu pai Davi”. Dessa maneira, o construtor do Templo de Jerusalém começou a construir santuários para os deuses pagãos: “Salomão construiu um lugar alto para Camos, abominação de Moab, no monte que está defronte de Jerusalém; e para Melcom, abominação dos amonitas”.

Que escândalo, que decadência! O filho de Davi, construtor do Templo de Deus, constrói na sua velhice templos pagãos! Salomão tinha agora o coração dividido: a política lhe dividiu o coração!

É preciso uma grande fortaleza de alma para permanecer sempre fiel a Deus. muitas vezes podemos também ser tentados a seguir outros deuses: o sucesso, a ambição política, o dinheiro, a paixão amorosa… Nesse momento deve ser clara em nossa consciência: Deus é o único Deus! Somente Deus tem direito a totalidade do nosso coração: todos os nossos afetos, todas as nossas aspirações e desejos devem estar orientados a Deus e à sua adoração e ao amor por Ele.

Com a vinda de Cristo, descobrimos que o verdadeiro filho de Davi não foi Salomão, mas Jesus de Nazaré. Jesus resistiu a todas as tentações. Ele rejeitou as tentações políticas; pelo contrário, preferiu a humilhação do que se desviar da obediência ao Pai. É Jesus o verdadeiro construtor do verdadeiro Templo de Deus que é o seu corpo. Ele edificou o templo de Deus com a sua morte e ressurreição. Ele é o construtor do verdadeiro Santuário de Deus feito de pedras vivas que somos nós! Jesus é a verdadeira habitação de Deus entre os homens.

Procuremos, como Jesus, amar Deus com coração indiviso!

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880