Comentário ao Evangelho – Quarta-feira 16/02/2022

Quarta-feira da 6ª Semana do TC

Tg 1,19-27

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

A leitura nos exorta: “Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes”. Essa exortação é explicada por meio de uma imagem: a de uma pessoa que se olha no espelho.

Nós nos olhamos no espelho com a finalidade de nos arrumar. Ninguém se olha no espelho sem finalidade ou só para se contemplar. O apóstolo Tiago diz que não tem sentido a gente se olhar no espelho sem mudar nada em nós: “uma pessoa observa o seu rosto no espelho: apenas se observou, vai-se embora e logo esquece como era a sua aparência”. Talvez essa pessoa tivesse uma mancha na roupa ou estava com o rosto sujo, mas foi embora sem ter mudado nada.

Com essa comparação, São Tiago quer dizer que o mesmo devemos fazer com a fé e com a Palavra de Deus. A fé e a Palavra de Deus são como um espelho no qual posso me ver e perceber como estou diante de Deus. Quando leio a Bíblia, uma passagem do Evangelho, isso é para mim como um espelho que revela como estou diante de Deus. Por exemplo, se leio: “Amai os vossos inimigos e fazei o bem a eles”, e eu estou em conflito com uma pessoa, isso é um espelho para mim. Posso ver se eu sou coerente com a vontade de Deus ou me afastei dela.

Essa é a primeira função do espelho: me mostrar como estou realmente e não como me imagino.

Uma segunda função é esta: o espelho é como um conselheiro quem me diz o que não está bem em mim e o que eu preciso mudar em minha vida.

São Tiago nos ensina que não devemos só ouvir a Palavra de Deus, mas pô-la em prática. É preciso fixar o olhar na “lei da Liberdade levada à perfeição” para mudar o que a ela me revela como errado em minha vida. De outra forma, a vida permanecerá sem mudança: o espelho mostrou por um instante o que devia mudar, mas não me importei com isso e tudo fica do mesmo modo de antes.

Precisamos de espelho bom. Há espelhos que distorcem a realidade. Se nós temos como espelho as nossas inclinações naturais ele deformará a realidade de nós mesmos. Mas se o espelho é a Palavra de Deus, a “lei da Liberdade levada à perfeição”, então poderemos ver com clareza e realismo nossa situação pessoal diante de Deus para mudá-la.

Agradeçamos o Senhor por nos ter dado um espelho precioso de salvação que é a Palavra de Deus. Usemos sempre este espelho. Façamos as mudanças que o nosso espelho nos indica. Confiemos no espelho da Palavra de Deus e não nos que distorcem a realidade.

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880