Comentário ao Evangelho – Quarta-feira 01/06/2022

Quarta-feira da 7ª Semana da Páscoa

At 20,28-38

Clique para ouvir o Evangelho e seu comentário:

O discurso de despedida de Paulo aos presbíteros de Mileto é muito profundo e válido para todos os tempos.

Primeiramente, Paulo diz em pouquíssimas palavras no que consiste o mistério da Igreja. Trata-se de uma eclesiologia completa em palavras essenciais. A Igreja é de Deus. Ela é também o rebanho que foi adquirido pelo sangue de Cristo. Os presbíteros, os anciãos, são os guardas nomeados pelo Espírito Santo.

Os anciãos-presbíteros estão à frente da Igreja por mandato do Espírito Santo, pois é o Espírito Santo que guia a Igreja e que age, de modo especial, na eleição daqueles que nela desempenharão o ofício diretivo. A imagem do pastor e do rebanho é uma da mais fundamentais na Bíblia para designar o Povo de Deus. É Cristo o Pastor supremo, mas da sua tarefa pastoral participam também os seus ministros nomeados pelo Espírito Santo.

A Igreja não é uma propriedade dos pastores, mas propriedade de Jesus. ela a adquiriu com o seu próprio sangue. Em outras palavras: com a sua morte Cristo é a causa da redenção e a origem dos que foram redimidos que formam a Igreja.

Paulo adverte os anciãos-presbíteros para os perigos externos e internos que deverão enfrentar. Os perigos de fora são provenientes das perseguições que farão sofrer os cristãos e conduzirão alguns deles ao martírio. Os perigos internos provêm dos movimentos heréticos que se difundirão falsificando o Evangelho e enganando os cristãos.

Paulo declara que se dedicou integralmente a preparar a comunidade para enfrentar esses perigos: ele foi um homem humilde e modesto que dedicou sua vida à pregação do Evangelho. Como missionário, Paulo agiu de maneira exemplar, por isso os anciãos devem “cuidar deles mesmos e do rebanho sobre o qual o Espírito os colocou como guardas”. Os anciãos terão, portanto, a tarefa de ser apoio e suporte para a comunidade e um muro de defesa contra as doutrinas heréticas que já ameaçam a integridade da fé cristã.

Por fim, Paulo se despede exortando ao desapego dos bens materiais e recordando uma palavra do Senhor Jesus: “há mais alegria em dar do que em receber”. Seja esta palavra como nossa estrela guia de nossa vida e comportamento.

 

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais

 

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Siga nossas Redes Sociais:

CONTATO

Av. Dr. Eugênio Salerno, 100
Vila Santa Terezinha, Sorocaba – SP
CEP: 18035-430
Telefone: (15) 3221-6880