Comentário ao Evangelho do Dia – Sexta-feira 33ª Semana TC

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Lc 19,45-48

A subida de Jesus a Jerusalém tem o seu ponto alto no templo. No templo de Jerusalém, Simeão tomou o menino Jesus em seus braços e agradeceu por ter visto, antes de morrer, o salvador. Quando Jesus completou 12 anos ele foi levado ao templo e lá permaneceu em meio aos doutores sem que os seus pais o percebessem. Perguntado sobre o motivo de seu comportamento, Jesus simplesmente respondeu que ele devia estar na casa do Pai. No templo, Jesus começou a sua missão, lá permanecendo em meio aos doutores respondendo e fazendo perguntas.

Agora Jesus chegou a Jerusalém, chegou ao templo. Esta vinda de Jesus ao templo se realiza como uma purificação. Ele expulsa os vendedores do templo. Seu gesto tem um motivo. O templo foi transformado em antro de ladrões, foi transformado em lugar onde se presta culto ao dinheiro e não ao Deus vivo e verdadeiro. Jesus varre para fora do templo o ídolo e o substitui por Sua presença e Sua palavra. O templo é purificado para ser lugar de oração, ou seja, o lugar de encontro do homem com Deus, o lugar de comunhão entre Deus e as pessoas. Ora, esse encontro se dá, de agora em diante, unicamente por meio de Jesus.

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais