Comentário ao Evangelho do Dia – Sábado 32ª Semana TC

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Lc 18,1-8

Sabemos o quanto a corrupção entrou na nossa vida cotidiana. Os grandes escândalos da lava-jato só puseram a descoberto a desonestidade cotidiana feita de pequenas propinas que infestam a nossa convivência.

No evangelho de hoje, Jesus conta a parábola da viúva que importuna o juiz. Ela não tem dinheiro para pagar nem para subornar o juiz. Além disso, o juiz é um que não teme Deus. Assim a viúva parece não ter esperança. Ela caiu nas mãos de um juiz injusto que não respeita Deus e, de consequência, não respeita as pessoas, muito menos essa pobre viúva. É uma situação sem saída!

A força da viúva, porém, está na insistência. Ele não se desespera nem cai na resignação. Desesperar-se e se resignar seria se render à injustiça, seria fazer o jogo da injustiça. Ela insiste tenazmente até que o juiz ceda e lhe faça justiça. Ele é movido não por um senso de justiça, mas por puro egoísmo, para não ser mais importunado.

Disso Jesus tira a conclusão. Deus não é juiz injusto, nem age movido por egoísmo ou conveniência. Ele fará justiça em breve.

Muitos acontecimentos do nosso cotidiano nos fazem duvidar da justiça de Deus: afinal, porque o mau prospera enquanto o inocente sofre? Nesse sentido a parábola de hoje se conclui com uma pergunta que é ao mesmo tempo uma resposta.

O Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?

O problema fundamental não reside na punição dos corruptos, ainda que isso seja necessário. A solução que devemos buscar vai além da punição aos corruptos. A solução depende da fé em Jesus, fé para que possamos superara a luta de classes; fé para combater o sofrimento dos inocentes, fé para erradicar de nossa vida a mentalidade de levar vantagem em tudo, fé para ajudar os mais pobres, fé para cuidar da casa comum e entregar para as próximas gerações uma natureza bem cuidada, fé para converter o nosso sofrimento em participação no mistério pascal de Cristo.

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais