Comentário ao Evangelho do Dia – 8 de novembro

08/11 – Quinta-feira 31ª Semana TC

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Os fariseus e doutores da lei criticam Jesus: “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”. Falta aos fariseus e mestres da lei a pobreza espiritual de quem se julga proprietário da religião. Acham que podem determinar quem pode ser salvo. Eles se julgam donos da salvação! Pior do que isso, acham que sejam donos de Deus. Deus não pode ser Deus dos pobre e dos pecadores. Por isso eles murmuram contra Jesus que acolhe pecadores. Acham que Jesus dá aos pecadores algo que lhes pertencem exclusivamente e dos quais são proprietários.

Jesus fazer com que eles compreendam que para ser de Deus, para estar unido a Ele é preciso se abrir aos outros até mesmo aos que parecem mais distantes e indignos de Deus. Deus é generosidade se limites; Ele cuida de todos; alegra-se com a salvação dos pecadores e se preocupa principalmente dos mais necessitados.

Quem é pobre em espírito deseja o mesmo que Deus deseja. Deseja o bem de todos, principalmente dos mais distanciados, quer partilhar com todos os dons que recebeu, sabendo que tais dons se multiplicam na medida que são compartilhados.

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais