Campanha da Fraternidade na Arquidiocese de Sorocaba

Gostaria de assegurar os fiéis da Arquidiocese de Sorocaba quanto a realização da Campanha da Fraternidade de 2021. A Campanha da Fraternidade de 2021 será realizada em todas as paróquias e comunidades de nossa Arquidiocese. Nesse sentido, é necessário dar alguns esclarecimentos importantes.

A Arquidiocese de Sorocaba realiza diretamente a Campanha da Fraternidade. Responsável e protagonista da realização da CF são os párocos, os diáconos permanentes em suas respectivas paróquias e pastorais, os consagrados e consagradas, as nossas famílias, os casais, os catequistas, os agentes pastorais de nossas comunidades e, como primeiro responsável, o Arcebispo. A direção e a orientação da Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese são dadas, portanto, por nós mesmos. Nós somos os protagonistas, cada qual com a sua responsabilidade e participação! Assim a Campanha da Fraternidade será o que nós, em colaboração e em comunhão, realizarmos concretamente nesta quaresma. Não é, e não será o que algumas pessoas afirmam: propaganda político partidária, disseminação de ideologia contrária a fé cristã.

Mesmo que haja uma instância nacional que proponha e coordene a Campanha da Fraternidade de cada ano, a Arquidiocese de Sorocaba nunca, ao longo de mais de cinquenta anos, terceirizou a realização dela para grupos ou pessoas alheias à nossa Igreja Particular. Mesmo que o material seja preparado por uma coordenação nacional, não é ela que constitui a Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese. Somos nós mesmos: arcebispo, padres, diáconos, consagrados e fiéis leigos da Arquidiocese que realizamos a Campanha da Fraternidade! O material que subsidia a realização da CF não é seguido cegamente como se fosse um roteiro pré-fixado. Temos a liberdade e a necessidade de adaptá-lo, completá-lo e, se necessário, corrigi-lo tendo em vista o bem espiritual de nossos fiéis.

Nesse sentido, é compromisso da Arquidiocese zelar pela salvação dos fiéis, como tem sido em todos os anos que a Campanha da Fraternidade foi realizada com frutos bons e abundantes para a ação evangelizadora nesta porção do Povo de Deus.

Repudiamos veemente a acusação e a suspeita de que apoiamos ou disseminamos, pela Campanha da Fraternidade, doutrinas que não estejam de acordo com a Fé da Igreja, expressa pelo Magistério dos Papas e dos Bispos, dos Concílios e do Catecismo da Igreja Católica. Há mais de cinquenta anos, realizamos a Campanha da Fraternidade e todos podem constatar, à luz dessa longa história, que a Igreja de Sorocaba nunca se distanciou nem deseja distanciar os fiéis da fé católica.

Deploramos as insinuações de que deixaremos de fazer o que tem sido sempre a nossa missão: evangelizar com renovado ardor apostólico, partilhando com todos a alegria do encontro pessoal com Jesus Cristo.

Os temas da Campanha da Fraternidade são sempre de grande atualidade e importância para a vivência concreta do Evangelho. Neste ano, o tema é “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”. Trata-se de um tema e de uma prática desafiadores, exigentes e cada vez mais necessários no mundo que dá sinais de regressão para a violência, a polarização política, a imposição ideológica de esquerda e de direita.

Nesse sentido, a realização da Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese seguirá o mesmo caminho de comunhão e de ortodoxia, de compromisso social e de fidelidade ao Evangelho destes mais de 50 anos em que ela foi realizada entre nós.

Rezamos pelos que nos acusam injustamente. Exortamos estas pessoas à conversão a Jesus Cristo junto conosco. Convidamos os que disseminam suspeitas em relação a nós a buscarem a conversão junto conosco.

Sim. Somos os primeiros a reconhecer que precisamos nos converter, e suplicamos que os difamadores se juntem a nós nesta quaresma para suplicar a Deus o perdão dos pecados e a renovação da graça batismal. Rezamos para que Deus ilumine os nossos acusadores e também nos ilumine para que possamos por em prática o Evangelho de Cristo especialmente nas relações sociais. Com a realização da Campanha da Fraternidade 2021, queremos contagiar com o Evangelho o mundo da política, da educação, da economia, das relações internacionais. Essa é uma tarefa que não podemos realizar sozinhos. Não é um desafio que possa ser enfrentado com uma ação de formiguinha. Ela requer a formação da consciência e a ação colaborativa de toda a Arquidiocese e da Igreja Católica no Brasil. E é exatamente a Campanha da Fraternidade o modo concreto de fazer frente a esse enorme desafio do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Por fim, convidamos todos os cristãos a se juntarem a nós na busca do diálogo, que não é sinônimo de irenismo nem de relativismo. Que possamos dialogar mais e deixar de nos condenar mutuamente.

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Palavra do Pastor / Youtube / Redes Sociais