Padre Carlos Magno Ramiro é homenageado pela Câmara Municipal de Sorocaba

Neste dia 27 de setembro de 2018, foi realizada a Sessão Solene para Entrega do Título de Cidadão Sorocabano ao Pe. Carlos Magno Ramiro, CR, mais conhecido como Pe. Daguinho, por iniciativa do vereador Anselmo Neto. Abrilhantaram com sua presença sra. Josefina e Creusa Ramiro, mãe e irmã do Pe. Carlos e os músicos André e Daniela Zamur que fizeram apresentações musicais.

Anselmo Neto presidiu a mesa de Honra também composta pela fisioterapeuta Sra. Isabel Cristina Fernandes, pelos representantes da Equipe de Nossa Senhora Maria Cristina e Gilberto Gomes, Noel Pedroso da Silva representante dos Coordenadores da Pastoral da Saúde da Arquidiocese de Sorocaba. Todos eles homenagearam ao padre com relatos e testemunhos de vida. Na mesa estendida vários representantes da Pastoral da Saúde, sra. Ana Maria Silva representante da Pastoral da Saúde da paróquia São Lucas, Marcos e Margareth Fogaça Coordenadores da capela São José do Lageado e Maria Helena Santos de Araújo representante da Pastoral da Saúde do Éden.

Em meio ao misto de comoção e emoção todos puderam acompanhar um pouco de sua história e trajetória de vida narrada pelas palavras de Anselmo Neto. Uma vida marcada por muita luta e perseverança desde seu acidente automobilístico em maio de 2004. Em novembro de 2006 através do seu superior Pe. José Antunes recebeu a proposta para vir a Sorocaba e trabalhar nos hospitais Leonor Mendes de Barros, Regional, Gpaci e Santa Lucinda e assessorar a pastoral da Saúde da arquidiocese. No dia 22 de janeiro de 2007 chegou a Sorocaba na paróquia São Lucas e tomou posse oficialmente dada por Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, hoje arcebispo emérito, no dia 26 de janeiro do mesmo ano. Desde então mesmo diante de todas as limitações tem buscado incentivar as pessoas na necessidade de cuidar da saúde e aliviar através da presença e da escuta os sofrimentos de todos aqueles que estão nos leitos hospitalares, sendo um sinal de Deus ou exemplo a seguir, onde as limitações pessoais não impedem de seguir a Deus.

Dados do homenageado

Mineiro da cidade de Bela Vista de Minas, onde nasceu em 10 de abril de 1973, o padre Carlos Magno Ramiro, mais conhecido como Padre Daguinho, é filho de Joaquim Ramiro, já falecido, e de Josefina Ramiro.

Caçula de uma família de mais seis irmãos, ficou órfão de pai aos três anos, sendo criado pela mãe. Cursou o ensino fundamental e o curso médio de contabilidade em sua cidade natal. Em 1992, ingressou na Ordem dos Clérigos Regulares (Teatinos), sendo enviado para o Seminário São Pio X na cidade paulista de Fartura, onde concluiu seu noviciado em 1993.

No ano seguinte, iniciou o curso de Filosofia e História, na Universidade São Francisco, na cidade de Pari, concluído em 1996. É também formado em Teologia. Em 2003, foi transferido para Taquarituba, onde desenvolveu trabalho pastoral com jovens e dependentes de drogas. Foi ordenado diácono em 2003, em Contagem/MG, e presbítero, em 6 de março de 2004, atuando na Paróquia Santo Antônio, na cidade paulista de Itaí.

Após 71 dias como padre, em 17 de maio de 2004, sofreu um acidente automobilístico na estrada vicinal entre Taquarituba e Tejupá, resultando numa lesão medular, que o deixou tetraplégico. Em 2005, foi transferido para cidade de Bernardino de Campos e, depois para Guarulhos e São Paulo para tratamento.

Em janeiro de 2007, por sugestão de seu superior, padre José Francisco Antunes, veio para Sorocaba para trabalhar nos hospitais Leonor de Barros, Regional, Santa Lucinda e Gpaci e também assessorar a Pastoral da Saúde da Arquidiocese de Sorocaba.

Colaboração: Soraia Andrés/Pascom – com informações da Câmara Municipal.